Notícias

ANDES-SN

Coronavírus ameaça a população indígena

18-05-2020 às 16h08

O novo coronavírus representa uma ameaça grave para as comunidades indígenas, que há mais de 500 anos sofrem com invasões em suas terras, pandemias e dizimação de seus povos. De acordo com dados da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), mais de 300 indígenas estão infectados pela Covid-19. Os mesmos dados apontam para 77 mortes em mais de 34 etnias do Brasil. Porém, há denúncias de que o órgão não estaria contabilizando indígenas que habitam áreas urbanas, o que aprofunda a subnotificação dos casos de Covid-19 nessa parcela da população.

Em meio a tudo isso, está a Medida Provisória (MP) 910, que tem a finalidade de regularizar terras ocupadas de forma irregular em todo país, beneficiando grileiros, entre outros. A medida está na pauta de votação da Câmara dos Deputados desde a última quarta-feira (13). A MP perde a validade nesta terça-feira (19) sem ter tido acordo para sua votação.

Para entender como a Covid-19 está presente nas aldeias indígenas e o que deve ser feito para evitar a devastação do território, o ANDES-SN conversou com Gilderlan Rodrigues, que há mais de dois anos é coordenador do Conselho Indigenista Missionário (CIMI) do Maranhão. Segundo Rodrigues, é preciso aumentar a proteção dos territórios indígenas, seja para conter a chegada do vírus, seja para conter a presença de madeireiros ou caçadores que podem levar o vírus para as aldeias.

Fonte: ANDES-SN, com edição.


Compartilhe esta notícia:


Leia Também:

Total de Visitantes
2419641
Usuários Online
9
Avenida Transnordestina, MT 45, Novo Horizonte
Campus Universitário - UEFS CEP 44036-900
Feira de Santana - Bahia | Tels: (75) 3161-8072 / 3224-3368.
E-mail: adufs@uefs.br / adufsba@yahoo.com.br
Desenvolvido po Tacitus Tecnologia
Todos os direitos reservados © 2020 - ADUFS
Home Filie-se a ADUFS Contato