ANO XI - Edição 520 - 05/08/2019
- Foto: Adufs

Roda de conversa discutirá a Reforma da Previdência

Reforma da Previdência: Qual o impacto na sua aposentadoria? será o tema da roda de conversa a ser realizada no dia 8 de agosto, quando acontecerá mais uma Quinta- Encontros. O debate será às 15h, no Auditório IV, Módulo VI da Uefs. Um momento de confraternização ocorrerá após as discussões, ao lado da Adufs, com boa música e deliciosos comes e bebes.

Participarão do debate: Prof. Rosevaldo Ferreira (Uefs), Prof. Gabriel Cavalcanti (Uefs), Ana Georgina Dias, Supervisora Técnica do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), e a Advogada Cristine Emily Santos.

Durante a roda de conversa, os debatedores falarão sobre a redação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6/2019, aprovada em 1º turno na Câmara dos Deputados, no dia 13 de julho, e sobre o resultado da reforma na vida dos servidores, caso o documento atual seja aprovado. Além do aspecto técnico da reforma, o espaço de debate ainda abordará os elementos políticos que envolvem a Reforma da Previdência e a quem interessa essa proposta que cria incertezas para os segurados e destrói a aposentadoria desses trabalhadores.

“O modelo apresentado na PEC favorece o Capital. Além disso, ataca ainda mais os idosos, as pessoas com deficiência e as mulheres. Todos os trabalhadores do Brasil precisam se mobilizar e ir às ruas para, unidos, tentar barrar essa famigerada reforma”, disse Geraldo Ferreira, diretor da Adufs.   

Compartilhe esta notícia!

DECISÃO DA CATEGORIA

Diretoria convoca assembleia para esta terça-feira (6)

Foto: Adufs

A diretoria da Adufs realizará, nesta terça-feira (6), uma assembleia. Na pauta, a Greve Nacional em Defesa da Educação, da Democracia, contra a reforma da Previdência e outros retrocessos, marcada para 13 de agosto. A diretoria também informará sobre os encaminhamentos das mesas de negociação com o governo Rui Costa.

Um outro ponto de pauta da assembleia será o Programa Future-se, do Ministério da Educação (MEC). A proposta deste é privatizar a educação pública. É importante que a categoria participe deste importante espaço de discussão, pois dele sairá os encaminhamentos e as ações do Movimento Docente (MD) da Uefs.

A assembleia será realizada às 16h30, no Auditório IV, Módulo VI.  

Compartilhe esta notícia!

COMUNICADO AOS PROFESSORES

Parcelas do empréstimo serão debitadas a partir de outubro

A diretoria da Adufs cobrará, a partir do dia 31 de outubro, a (s) primeira (s) parcela (s) do empréstimo concedido aos docentes sindicalizados. Os valores foram disponibilizados durante a greve, após corte salarial imposto no mês de maio pelo governo Rui Costa.

A cobrança será no final de outubro porque, em agosto, os professores receberão a última parte da regularização dos salários, conforme o Termo de Acordo assinado durante a greve. À época do movimento paredista, o Comando de Greve definiu como critério para o empréstimo a devolução dos valores à Adufs a partir do segundo salário, após o reestabelecimento dos pagamentos.

Leia mais. 

Compartilhe esta notícia!

MESA DE NEGOCIAÇÃO

Docentes e governo discutem fila de Dedicação Exclusiva

Foto: Ascom Fórum das ADs
A próxima reunião será no dia 15 deste

Na última quarta-feira (31), as associações docentes e representantes do Governo do Estado realizaram a primeira mesa de negociação temática conquistada com a greve. O assunto em discussão foi a fila de docentes com as solicitações de dedicação exclusiva retidas, que já somam cerca de 250 professores nas quatro Universidades Estaduais da Bahia (Ueba). Estiveram presentes as representações dos professores, o superintendente de Recursos Humanos da Secretaria da Administração (Saeb), Adriano Tambone, Március Gomes, da Secretaria da Educação (SEC), Diogo Araponga, da Secretaria da Administração (Saeb) e Kelly Costa, da Secretaria das Relações Institucionais (Serin).

Na oportunidade, as ADs apresentaram argumentos acadêmicos e trabalhistas sobre a urgência de implementação dos processos. Foi explanado para o governo a importância desse tipo de regime de trabalho para realidade universitária. Além ser um direito garantido pelo Estatuto do Magistério Superior, esse tipo de vínculo é fundamental para a garantia do tripé do ensino, pesquisa e extensão nas instituições.

Como o próprio nome sugere, professores com dedicação exclusiva não podem possuir outro vínculo empregatício, tendo dedicação integral às universidades, com carga horária de trabalho distribuída entre sala de aula e o desenvolvimento de projetos de pesquisa e extensão.

Leia mais. 

Compartilhe esta notícia!

RESISTÊNCIA E LUTA

Sexta (2) foi Dia Internacional em Memória ao Holocausto Cigano

Na última sexta-feira (2), comemorou-se o Dia Internacional em Memória do Holocausto Cigano. A data lembra os 1,5 milhão de mortos durante a Segunda Guerra Mundial, na Europa. O episódio ganhou o nome de “Porrajmos, que significa “assassinato em massa”, em Romani, idioma dos ciganos Rom e dos Sintos. O dia também marca o extermínio, em câmara de gás, no ano de 1944, de 2.897 vidas no campo de concentração de Auschwitz-Birkenau, localizado no Sul da Polônia. Como os judeus e tantos outros, esses povos também foram assassinados, enviados para câmaras de gás ou usados para trabalhos forçados.

Segundo o professor de História Europeia Moderna da Universidade de Essex e programador da Semana Holocausto do Memorial da Universidade de Essex, Rainer Schulze, passados 75 anos da noite do dia 2 de agosto de 1944, a realidade nos dias atuais ainda é semelhante em diversos países do mundo.

Leia mais.

Compartilhe esta notícia!


ANDES-SN

Sindicato Nacional repudia declaração de Bolsonaro sobre vítima da ditadura

O ANDES-SN publicou, no dia 31 de julho, uma Nota de Repúdio às declarações feitas pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL). O chefe de Estado ironizou o desaparecimento do militante Fernando Santa Cruz, pai do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, durante a ditadura militar. A provocação veio após o presidente reclamar sobre a atuação da OAB na investigação do caso de Adélio Bispo, autor da facada do qual Bolsonaro foi alvo no ano passado.

Ana Maria Estevão, 3ª vice-presidente do ANDES-SN e membro da Comissão da Verdade do Sindicato Nacional, classificou a postura do atual presidente como “perversa e sem um pingo de empatia” e clamou por justiça. “Se ele sabe ou mais alguém sabe o paradeiro de Fernando, é preciso abrir os arquivos para que o povo brasileiro e os familiares também saibam a verdade e consigam a justiça devida. Foi um crime de Estado e não contar a verdade, sabendo qual é, é crime sim, mesmo que [Bolsonaro] não tenha se envolvido diretamente”, disse.

Leia mais. 

Compartilhe esta notícia!


CSP-Conlutas

Governo Bolsonaro anuncia novo bloqueio de recursos e cortes na Educação sobem para R$ 6,1 bi

O governo Bolsonaro decidiu cortar mais R$ 348 milhões do orçamento do Ministério da Educação. O bloqueio faz parte do novo corte de R$ 1,4 bilhão, anunciado há algumas semanas pelo Ministério da Economia. Com a decisão, os cortes este ano na Educação sobem para R$ 6,1 bilhões, o maior entre todos os ministérios.

Em março, o governo anunciou um corte de R$ 29,7 bilhões, dos quais a área também foi a mais impactada, com um valor de R% 5,8 bilhões. No corte anunciado na semana passada também foram atingidos o Ministério da Cidadania, que teve R$ 619,1 milhões congelados. A pasta inclui os antigos ministérios do Desenvolvimento Social (responsável por programas como o Bolsa Família), Cultura e Esporte. O Ministério da Economia teve mais R$ 282,574 milhões bloqueados, o Turismo, R$ 100 milhões; os ministérios da Ciência e Tecnologia (R$ 59,78 milhões), Agricultura (R$ 54,69 milhões), Turismo (R$ 100 milhões), Relações Exteriores (R$ 32,8 milhões), Meio Ambiente (R$ 10,1 milhões) e Saúde (R$ 6,993 milhões). No total, o orçamento federal está bloqueado em R$ 33,4 bilhões.

Esta terça-feira (6) é Dia Nacional de Luta contra a Reforma da Previdência, que irá à votação em 2° turno na Câmara. Um brutal ataque aos trabalhadores, que atinge com muita força os professores e a juventude – que praticamente perderão o direito à aposentadoria. Será momento de voltarmos às ruas. A CSP-Conlutas está organizando atos e mobilizações nos estados para pressionar os picaretas do Congresso.

No dia 13 de agosto, entidades e movimentos de estudantes e trabalhadores da Educação, como o Andes-SN, Fasubra, Sinasefe, CNTE, UNE, Ubes, entre outras, já marcaram um Dia Nacional de Paralisação.

Leia mais. 

Compartilhe esta notícia!

Junte-se e lute!

FILIE-SE À ADUFS

"Entendo que vivemos numa sociedade com lutas de classes. Desde que os seres humanos passaram a explorar a força de trabalho uns dos outros, existe a desigualdade social. Quando percebemos a nossa posição enquanto trabalhadores que estão do lado a ser explorado, torna-se essencial a busca por acúmulo de forças e intensificação da luta cotidiana em busca de melhorias. Por isso, ser sindicalizado é fundamental"..


lnah de Oliveira Fernandes - Departamento de Educação (Dedu)

A força do sindicato está em seus/suas filiados (as) e na capacidade de defender os interesses da categoria. Desde a sua criação, em 1981, a Adufs tem pautado a luta em uma prática democrática, coerente e firme na defesa de um projeto de universidade pública.

Participar do sindicato é exercer cidadania, é ser sujeito da sua história. Para filiar-se é preciso preencher um formulário (aqui), autorizar o desconto mensal de 1% sobre os vencimentos, assinar e entregar na Sala da Associação, que fica no Módulo IV (MT 45) da Uefs.

Avenida Transnordestina, MT 45, Novo Horizonte
Campus Universitário - UEFS - CEP 44036-900 - Feira de Santana - BA
Tel: (75) 3161 - 8072 | (75) 3224 - 3368
Email: ascomadufsba@gmail.com
www.adufsba.org.br

Facebook Twitter YouTube

Política de Privacidade | Unsubscribe
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia