Ano XI - Edição 501 - 25/03/2019
- Foto: Ascom Adufs

Professores vão às urnas votar para nova diretoria da Adufs

Os professores da Uefs irão às urnas, desta terça-feira (26) até a próxima quinta (28), votar para a nova diretoria da Adufs, biênio 2019-2021. As urnas serão distribuídas nas cantinas dos módulos I, III, V e VII, das 8h30 às 12h e das 14h às 19h. Também haverá urna na sede da Adufs, onde a votação acontecerá de forma ininterrupta. Para votar, o docente deve apresentar um documento de identificação.

A diretoria da Adufs reafirma que é importante o comparecimento da categoria aos locais de votação para reforçar o processo eleitoral e para dar ainda mais legitimidade e representatividade à chapa eleita. “Um sindicato forte se faz pela participação e presença da categoria nos espaços de discussão e decisão”, avalia o diretor Gean Santana.

A Chapa 1: Adufs Autônoma e Democrática foi a única inscrita no processo eleitoral. Os integrantes da chapa têm até esta segunda-feira (25) para fazer a campanha eleitoral. A posse será realizada após a proclamação dos resultados, em assembleia convocada para este fim. Veja a Nominata

Conquistas da Adufs
Nesses 38 anos, a serem completados no dia 14 de maio deste ano, a Adufs acumula um importante histórico de intensas lutas e grandes conquistas. Entre as melhorias obtidas estão a incorporação da Gratificação de Estímulo às Atividades Acadêmicas (GEAA) e da gratificação por Condições Especiais de Trabalho (CET) ao salário-base; aumento da gratificação do Incentivo à Pós-graduação (IPG) dos mestres, de 30% para 40%, e dos doutores, de 40% para 60%; reajustes lineares; aumentos nos salários; pagamento do auxílio-alimentação aos professores afastados para a pós-graduação; e a conquista, na década de 80, do ônibus que atende aos professores da Uefs residentes em Salvador.

Na relação das conquistas também pode-se destacar a realização de concurso público para a nomeação de professores; a construção do Processo Estatuinte; a retomada do pagamento do adicional de insalubridade, cortado pelo governo em 2015; a aprovação da Lei 13.376/2015, que estabelece o quadro de cargos de provimento permanente das universidades estaduais baianas; a conquista do direito à promoção e progressão na carreira, que fora estabelecido no Estatuto do Magistério Público, e a elaboração do Estatuto do Magistério.

As lutas travadas pelos docentes beneficiam não só a categoria, mas os estudantes, técnicos administrativos da Uefs e a comunidade externa. Como consequência dessas lutas têm-se: a revogação da lei 7176/97, que feria a autonomia da universidade; a conquista do direito para a escolha do reitor da Uefs; a ampliação do orçamento da universidade; a participação efetiva na discussão sobre a organização político-administrativa da instituição e a participação em comitês e frentes, como o Comitê Estadual em Defesa da Educação Pública, além das frentes Nenhum Direito a Menos e a da Escola sem Mordaça (instituída nacionalmente em contraposição ao Movimento Escola Sem Partido). 

Compartilhe esta notícia!

TENTATIVA DE NEGOCIAÇÃO

Fórum das ADs comunica decisão do Estado de Greve ao governo e, mais uma vez, reivindica reunião

Foto: Ascom Fórum das ADs
Fórum fez várias cobranças ao governo

Na tentativa de esgotar todas as vias de negociação antes de radicalizar as ações, o Fórum das ADs protocolou mais um documento junto ao governo. Desta vez, para comunicar a aprovação do Estado de Greve nas assembleias docentes das quatro Universidades Estaduais da Bahia (Ueba) e reivindicar a abertura imediata das negociações da pauta 2019.

No documento, os diretores das associações docentes reiteraram os diversos momentos nos quais a pauta foi reapresentada ao governo e as constantes investidas dos gestores públicos contra a categoria. Os mais recentes ataques são os dois projetos de lei que alteram, à revelia dos professores, o Estatuto do Magistério Superior.

Apesar de o Fórum das ADs se empenhar de todas as maneiras para tentar abrir um canal de negociação, os gestores permanecem intransigentes. Portanto, a radicalização das ações e a deflagração de uma possível greve são de responsabilidade do governo Rui Costa, que não dialoga com a categoria.

Leia o documento.  

Compartilhe esta notícia!

ANÚNCIO DESCUMPRIDO

Servidores reclamam de não receber valor subtraído do contracheque

O valor subtraído do salário no mês de fevereiro deveria retornar aos servidores no dia 13 de março, conforme compromisso assumido pela Secretaria da Administração (Saeb). No entanto, trabalhadores da Uefs reclamam de não terem recebido o que lhes é devido. O inconveniente foi causado por conta da implantação do novo sistema de gestão de Recursos Humanos do Estado (RH Bahia), que gerou prejuízos financeiros aos servidores nos dois primeiros meses deste ano.

O pró-reitor de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas da Uefs (PGDP), José Renato Sena, informou que a Saeb efetuou, nos dias 13 e 16 de março, o pagamento das folhas suplementares referentes ao mês de fevereiro. No entanto, o setor da universidade ainda não teve acesso ao relatório dos pagamentos referentes ao segundo dia (16), para verificação.

Jozelito Viana de Souza, professor lotado no Departamento de Ciências Sociais Aplicadas da Uefs (Dcis), integra o conjunto dos que não foram ressarcidos pela redução no salário. O docente verificou que, no contracheque do último mês, houve redução de quase 50% do valor a ser pago por tempo de serviço.

Breve histórico
A implantação do novo sistema de gestão de Recursos Humanos do Estado gerou problemas para os servidores, a exemplo de erro nos cálculos da contribuição previdenciária, do auxílio-alimentação, do imposto de renda e das férias. Em alguns casos, não houve nem o pagamento do salário.

O inconveniente aconteceu nos dois primeiros meses do ano. Tanto em janeiro, quanto em fevereiro, a Saeb se comprometeu em fazer uma folha suplementar para corrigir os problemas. A situação, no entanto, ainda não foi totalmente solucionada.

A diretoria da Adufs reforça que a universidade é uma autarquia com autonomia administrativa e que cabe à reitoria de cada uma das quatro instituições estaduais questionar a obrigatoriedade em aderir aos sistemas de gestão que as afrontam. Além disso, os diretores continuam acompanhando o caso e disponibilizam a assessoria jurídica da Adufs aos professores para o suporte necessário. 

Leia mais.  

Compartilhe esta notícia!

ENCONTRO NACIONAL DA EDUCAÇÃO

Etapa preparatória ao ENE começará no próximo sábado (30)

Foto: Adufs

Representantes de diversas entidades, sindicatos e movimentos sociais estarão reunidos na Uefs, a partir do próximo sábado (30), para participar da fase preparatória ao III Encontro Nacional da Educação (III ENE). As inscrições, gratuitas, foram prorrogadas até esta segunda-feira (25). Quem quiser participar deve preencher o formulário de inscrição, disponível no Facebook do evento. O evento, que é coordenado pelo Comitê Estadual em Defesa da Educação/Bahia, segue até domingo (31).

A abertura será às 9h. Em seguida, ocorrerá a conferência sobre o tema “Somente a Luta Muda a Vida: por um projeto classista e democrático de educação”. Eurelino Coelho, docente da Uefs, será o debatedor. No dia seguinte (31), haverá mesas temáticas simultâneas sobre “Financiamento da educação: os limites das políticas públicas” e “Projetos antagônicos da sociedade: educação, espaços de liberdades, autonomia e democracia”. A previsão é que as atividades se encerrem às 13h30 de 31 de março, com a plenária final de encaminhamento das propostas discutidas nos dois dias do encontro. Veja a programação

As discussões da etapa preparatória baseiam-se nos eixos temáticos definidos pela Coordenação Nacional das Entidades em Defesa da Educação Pública e Gratuita (Conedep). São eles: Conhecimento, Currículo e Avaliação; Financiamento da Educação; Formação de trabalhadores da educação; Gênero, Sexualidade, Orientação Sexual e Questões Étnico-Raciais; Gestão/Organização do Trabalho Escolar; Organização da Classe Trabalhadora; Trabalho na Educação e Condições de Estudo; e Universalização da Educação, Acesso e Permanência. Este mês, considerando-se os casos de perseguição os professores e ao trabalho docente, o Conedep inseriu no III ENE o tema “Democracia, autonomia no espaço educacional e liberdade de cátedra/ensinar”.

Espaço infantil
Este ano, o Comitê Estadual baiano garantirá espaços de convivência infantil para facilitar a participação dos responsáveis pelas crianças nos debates. Também será disponibilizada a estrutura da Uefs para o alojamento dos presentes. Aqueles que necessitarem do espaço infantil e do alojamento devem informar através do formulário de inscrição. Quem for se alojar na Uefs deve levar colchão, roupa de cama e de banho. Ainda será oferecido um espaço para a instalação de barracas.

Na etapa preparatória ao III ENE não serão disponibilizados materiais descartáveis. A orientação do Comitê é que os participantes compareçam à Uefs munidos dos próprios utensílios. A proposta é estimular o uso consciente de descartáveis e práticas responsáveis com o meio ambiente.

As discussões da etapa baiana serão encaminhadas ao III ENE, marcado para acontecer de 12 a 14 de abril, na Universidade de Brasília (UNB), capital federal. O tema é “Por um Projeto Classista e Democrático de Educação". 

Compartilhe esta notícia!

INTENSIFICAÇÃO DA LUTA

Professores da Uefs aprovam Estado de Greve

Foto: Ascom Adufs
Categoria exige a negociação da pauta

Os professores da Uefs aprovaram, em assembleia, o estado de greve. Com este encaminhamento, indicado pelo Fórum das ADs, a categoria está ainda mais perto da deflagração do movimento paredista.

Ainda conforme a decisão da assembleia, a diretoria da Adufs deverá enviar um documento aos três candidatos ao cargo de reitor e de vice-reitor da Uefs solicitando-lhes o comprometimento em não enviar ao governador Rui Costa nenhuma lista com nomes dos professores da universidade durante a possível greve. O mesmo documento também será protocolado junto ao Fórum de Diretores dos Departamentos. A medida é uma forma de a categoria evitar qualquer tipo de retaliação por parte dos gestores públicos durante o movimento paredista. Um outro encaminhamento é que os candidatos ao cargo de reitor e de vice-reitor assinem um documento comprometendo-se a não assumirem as funções, caso a chapa que representam não tenha sido a mais votada.

O Estado de Greve também foi aprovado nas assembleias dos professores das universidades estaduais da Bahia (Uneb), de Santa Cruz (Uesc) e do Sudoeste da Bahia (Uesb).

Leia mais. 

Compartilhe esta notícia!

ADMINISTRAÇÃO DA UEFS

Debates entre candidatos à reitoria seguem nesta semana

Foto: Ascom Adufs
Primeiro debate ocorreu no dia 20

Nesta terça-feira (26), às 14h30, no Auditório Central, será realizado mais um debate entre os candidatos das chapas que disputam o processo eleitoral para a escolha do reitor e da vice-reitora (a) da Uefs. O terceiro será na próxima quinta (28), às 18h30, no Anfiteatro, módulo 2. O primeiro debate, ocorrido no dia 20 deste mês, teve ampla participação da comunidade acadêmica.

Conforme a Comissão Eleitoral, o debate está estruturado em quatro blocos. No primeiro, os candidatos têm cinco minutos para as apresentações. No segundo, a comissão abre espaço para a pergunta da plateia. No terceiro bloco haverá perguntas entre os candidatos e, no quarto e último bloco, os postulantes ao cargo de reitor e de vice farão as considerações finais.

A Comissão Eleitoral homologou as inscrições da Chapa 1: Mais Uefs, da Chapa 2: Uefs de Todos e da Chapa 3: Nova Uefs. O mandato é para o quadriênio 2019-2023. Inscreveram-se como candidatos a reitor e vice, respectivamente, da Chapa 1, os professores Evandro do Nascimento e Amali de Angelis, da Chapa 2, Dagoberto Freitas e Lílian Carla Lopes e, da Chapa 3, Koji de Jesus e Telma Cristina Silva. Leia o aviso de homologação das inscrições.

A campanha eleitoral segue até 30 de março. A votação inclui o período entre 1º e 3 de abril, quando a Comissão Eleitoral irá apurar os votos. Os resultados serão proclamados no dia 5.  

Compartilhe esta notícia!


ANDES-SN

ANDES-SN realiza Seminário Internacional

O ANDES-SN está organizando o Seminário Internacional “Universidade, Ciência e Classe em uma era de crises”. O evento ocorrerá nos dias 10 e 11 de abril, no auditório da Associação dos Docentes da Universidade de Brasília (Adunb). As inscrições devem ser realizadas até 1° do próximo mês por meio do email secretaria@andes.org.br.

O Seminário Internacional do ANDES-SN será composto por seis mesas, divididas entre os dois dias de evento. No dia 10 de abril terão lugar os debates sobre “Ciência, Tecnologia e Capital: a “Caixa Preta” da inovação”, “Orçamento Público e Financiamento da Educação Superior” e “Dívida Pública e Usura Financeira”. Já em 11 de abril serão realizadas as mesas sobre “A Luta da Universidade Pública e da Classe Trabalhadora na Argentina e no Brasil”, “A Luta das Mulheres Trabalhadoras pelo Aborto Legal, Seguro e Gratuito” e “Decomposição e Recomposição da Classe Operária”.

A realização do Seminário Internacional é uma deliberação do 38º Congresso do ANDES-SN, realizado no início do ano, em Belém (PA).

Fonte: ANDES-SN, com edição. 

Compartilhe esta notícia!


CSP-Conlutas

Dia Nacional contra a Reforma da Previdência foi forte em todo o país

Foto: Faní Rehem
Professores da Uefs foram às ruas

Desde as primeiras horas da manhã de sexta-feira (22), manifestantes de diversas partes do Brasil ocuparam as ruas para compor o Dia Nacional de Lutas Contra a Reforma da Previdência e dizer não à nefasta reforma do governo. A proposta de Jair Bolsonaro e sua equipe acaba com o direito à aposentadoria e com a Previdência Social. Os professores da Uefs endossaram as mobilizações construídas em Feira de Santana e em Salvador.

Além dos protestos ocorridos em cidades dos diversos estados brasileiros, o Dia Nacional foi marcado por assembleias, panfletagens e atrasos na chegada aos locais de trabalho. Participaram categorias como bancários, estudantes, rodoviários, metalúrgicos, professores, trabalhadores do setor químico, da alimentação, operários da construção civil, petroleiros e servidores públicos.

As mobilizações que ocorreram no país, na última sexta-feira (22), demonstram a disposição das diversas categorias para a construção da Greve Geral contra a reforma da Previdência do governo Bolsonaro. Disposição esta que já derrotou a reforma da Previdência do governo Temer.

O Dia Nacional de Lutas Contra a Reforma da Previdência foi organizado de forma unitária pelas centrais sindicais brasileiras. A CSP-CONLUTAS teve papel decisivo na convocação das categorias e na construção das mobilizações realizadas nas ruas do país e nos portões das fábricas.

André Uzêda, diretor da Adufs presente ao protesto realizado em Feira de Santana, defende que “a proposta do governo Bolsonaro acaba com a Previdência pública, deixa de assistir aos mais necessitados e, como consequência, produz mais desigualdades. Precisamos lutar contra a capitalização e a privatização da Previdência”.  

Compartilhe esta notícia!

Junte-se e lute!

FILIE-SE À ADUFS

"Entendo que vivemos numa sociedade com lutas de classes. Desde que os seres humanos passaram a explorar a força de trabalho uns dos outros, existe a desigualdade social. Quando percebemos a nossa posição enquanto trabalhadores que estão do lado a ser explorado, torna-se essencial a busca por acúmulo de forças e intensificação da luta cotidiana em busca de melhorias. Por isso, ser sindicalizado é fundamental"..


lnah de Oliveira Fernandes - Departamento de Educação (Dedu)

A força do sindicato está em seus/suas filiados (as) e na capacidade de defender os interesses da categoria. Desde a sua criação, em 1981, a Adufs tem pautado a luta em uma prática democrática, coerente e firme na defesa de um projeto de universidade pública.

Participar do sindicato é exercer cidadania, é ser sujeito da sua história. Para filiar-se é preciso preencher um formulário (aqui), autorizar o desconto mensal de 1% sobre os vencimentos, assinar e entregar na Sala da Associação, que fica no Módulo IV (MT 45) da Uefs.

Avenida Transnordestina, MT 45, Novo Horizonte
Campus Universitário - UEFS - CEP 44036-900 - Feira de Santana - BA
Tel: (75) 3161 - 8072 | (75) 3224 - 3368
Email: ascomadufsba@gmail.com
www.adufsba.org.br

Facebook Twitter YouTube

Política de Privacidade | Unsubscribe
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia